Histórico:

- 05/06/2016 a 11/06/2016
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 29/07/2012 a 04/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 18/10/2009 a 24/10/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 10/05/2009 a 16/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Blog Sensual



A hora certa de te amar...

 

 

Pra te amar não preciso de hora.

Aliás nem de hora ou lugar.

Te amo a qualquer tempo.

Sem me preocupar com lugar.

 

Pra beijo ao pé do ouvido.

Sussuro no escurinho.

Beijo sem estalinho.

Na cozinha?

Até te encoxar.

 

 

Pra te amar nem tenho hora.

Nem preciso de Lugar.

Depois do expediente.

Você pode até reclamar.

 

Mas só basta aquele beijinho.

O mais gostoso que você me dá.

Empurro a cadeira pro lado.

Te sento em cima da mesa.

 

Ah! Uma rapidinha?

Que nada uma bem gostosa.

Só pra te atiçar...

 

 

Pra te amar...

A qualquer hora em qualquer lugar.

Te amar é tudo.

Que esqueço até a paisagem.

Só para fazer uma viagem.

No maravilhoso instante...

De te amar.

 

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 23h14
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Recebi este coração da minha amiga Lumma

http://lumma2005.zip.net/

e estou repassando pra algumas pessoas queridas

agradecendo novamente a força e o incentivo a mim dirigidos

durante todo o ano de 2007 e ainda em 2008.

Sucesso para todos.

 

 Incompreendida - http://imcompreendida.zip.net

 

 Sombra da Lua - http://www.sombradalua.zip.net

 

 Chuvinha - http://blairponjinha.blog.uol.com.br

 

 Pedacinho de Amor - http://umpedacinhodecacau.zip.net

 

 Mundos dos Bruxos - http://bruxinha3.zip.net



- Postado por: Delírios de Poeta às 22h50
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Eu hoje quero apenas...

Roubar-te o folêgo.

Proporcionar-te inúmeras sensações.

Com cada toque do meu corpo no teu.

 

Um beijo longo, cheio de volupia.

Toques fortes, buscando seus pontos frágeis.

Um beijo na nuca, para enfim render-se.

Carinhos sem limite...

 

Eu hoje quero apenas...

Ser teu homem.

E em meio ao calor dos carinhos.

Cochichar que te amo ao pé do ouvido.

Porque adoro quando se rende.

 

Quero sentir sua explosão.

No mais delicioso orgasmo de prazer.

E finalmente entregar-lhe...

Todo o sabor do meu prazer.

 

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 15h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Busco-te.

Por segundos.

Por instantes.

Por uma vida inteira.

 

Busco-te a todo instante.

Apenas para te-la ao meu lado.

Em meus braços...

E senti-la.

 

Busco-te na minha insanidade.

Porque sendo um louco tenho razões...

Para justificar..

A razão de não querer sua ausência.

 

Busco-te na minha seriedade.

Porque é nela que tenho toda a coragem.

Tenho fortaleza, para dizer-te...

Te amo.

 

Busco-te na minha molecagem.

Sendo um moleque posso ousar.

Abusar do seu erotismo.

E retribuir-lhe sendo ainda mais erótico.

 

Busco-te.

Por todas as razões.

Porque te quero.

Porque te amo.

Porque simplesmente não vivo sem você.

(Autor: Fernando José da Silva)

 



- Postado por: Delírios de Poeta às 22h55
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Você...

Meu convite para amar.

Um gesto, um olhar.

O suficiente para me inflamar.

 

Sua nudez meu fascínio.

Causa das minhas excitações.

Minha razão de ser.

De existir.

 

Você meu eterno convite.

Para sorrir, para sonhar.

Para amar.

Você...

...Só você.



- Postado por: Delírios de Poeta às 18h19
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Vem brincar Comigo.

Me deixe no escuro.

Quero tão somente senti-la.

Cada um dos teus toques.

 

Venha em busca do que quiser.

Com suas mãos.

Seu corpo.

Sua boca.

 

Quero ter multíplas sensações.

Vem brincar comigo.

Me faça teu, porque assim o sou.

Busque o quiser.

 

Meu amor.

Meu prazer.

Meu ser.

Minha alma.

 

Vem brincar comigo.

Sinta meu corpo.

Meu cheiro.

Meus delírios e arrepios.

 

Venha.

Com teu corpo.

Tuas mãos.

Tua boca.

 

E explore cada pedaço.

Desse meu corpo.

Que é teu.

 

Apenas.

Venha.

Brincar.

Comigo.

 

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 22h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Tormenta minha.

Repentinamente me toma feito chuvas de verão.

Com os ventos fortes do abraço me enlaça.

Arranca-me toda a vaidade.

 

E eu possuído pelo desejo de estar na chuva.

Simplesmente me entrego a cada gota.

Que feito mel desliza da tua boca até a minha.

Feito passaro com medo de tormenta me aninho.

 

Me protejo em teus braços e corpo.

Embaixo na segurança me entrego a chuva do desejo.

E rapidamente sou teu.

Possuído pela fêmea mulher, que faz de mim o que bem quer.

 

Entre um balanço e outro.

Sinto-me aconchegado pela pequena gruta que me recebe.

Que me cobre inteiro.

Entre gemidos como o vento que sopra forte.

Concedo-me simplesmente sentir e observar.

Porque entregue ao jogo estou.

Entregue ao jogo quero permanecer.

 

O mais sublime...

Jogo da sedução.

E como chuva forte...

Que sopre sempre e me acaricie...

 

(Autor: Fernando José da Silva)

 



- Postado por: Delírios de Poeta às 22h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






- Postado por: Delírios de Poeta às 20h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Permita que eu te proteja.

Simplesmente a tome em meu braços.

E enlaçada no meu abraço permaneça segura.

Sem medos, receios ou qualquer pavor.

 

E na segurança do meu colo.

Aceite meus beijos, cheios de volupia.

Minha boca na sua, e nossas línguas em duelo.

Buscando uma a outra.

 

Nessa segurança total, permita-me...

Tocar teu corpo e sentir em minhas mãos sua maciez.

Na minha total lucidez em meio a carinhos.

Não quero mais nada.

 

A não ser atiçar sua libido.

Para que teu cheiro de fêmea se misture ao meu.

Sinta-se segura, em meu braço.

Entregue-se...

 

Porque eu simplesmente me sinto seguro.

Nesse seu abraço...

Que enlaça o meu corpo.

Nada mais restando a não ser estar-me entregue ao meu desejo...

De amor.

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 23h12
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Que esse amor seja sempre a razão da

minha felicidade, da minha paciência e do meu desejo.

Que ele jamais se torne fruto da minha arrogância,

da minha vaidade e do meu isolamento na solidão.

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 23h10
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________