Histórico:

- 05/06/2016 a 11/06/2016
- 17/11/2013 a 23/11/2013
- 13/10/2013 a 19/10/2013
- 04/08/2013 a 10/08/2013
- 28/07/2013 a 03/08/2013
- 29/07/2012 a 04/08/2012
- 22/07/2012 a 28/07/2012
- 03/06/2012 a 09/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 22/04/2012 a 28/04/2012
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 18/10/2009 a 24/10/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 10/05/2009 a 16/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Blog Sensual



Ausência de inspiração ou o branco poético.

Não. É simplesmente não ter do que falar.

Tampouco é ausência de amor ou desamor.

Um poeta vive dos dois, do amor e do desamor.

Mas o que quero dizer mesmo é que hoje é o dia internacional da mulher.

Musa inspiradora, mãe, esposa ou simplesmente mulher.

Com o pouco tempo que tive, dediquei a apenas observar em alguns sites.

Muitas homenagens parabenizando as mulheres, por sua força e suas conquistas.

Orkut's repletos de mensagens ilustradas com flores.

Flores diversas, rosas, petúnias, margaridas.

Cada uma mais bela que a outra, assim como são as mulheres.

Claro que merecidamente tantas homenagens e totalmente justificável o dilúvio de flores virtuais.

Envergonho-me....

Por simplesmente não ter conseguido enviar uma única mensagem.

Alegro-me...

Porque compreendi que não se trata de um esquecimento, ou de uma ausência de vontade em homenagear as mulheres, em especial aquela que está sempre ao meu lado, minha musa inspiradora, fonte das minhas alegrias, da minha felicidade, da minha realidade e das minhas poesias.

Te amo e por te amar você não precisa de um único dia...

Todos os meus dias e meus pensamentos são teus meu amor.

Não só pela pela mãe dedicada, pela esposa carinhosa que você é, te amo antes de tudo por você ser mulher.

E talvez...

Apenas talvez, se todos assim agissem, não seria necessário um data em especial.

Um dia único.

Para homenagear-te...

...MULHER!

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 21h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sou mero expectador.

Na verdade um admirador.

A rara beleza da mulher.

Em busca de prazer.

Prazer só.

 

Sou um admirador.

Na verdade um expectador.

Da mulher que se excita.

Diante dos meus olhos.

Que em toques sútis.

Sorri...

 

Sou um expectador.

E se me coloco nessa condição.

Não é sem razão...

 

Se assim o faço.

É porque quero saber.

Cada ponto que devo tocar.

Pra me deliciar...

Com seu prazer.

(Autor: Fernando José da Silva)

 



- Postado por: Delírios de Poeta às 21h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Eu e você...

E uma paixão sem fim.

Um amor que se renova.

Que não se reprova.

 

Somos a fogueira acesa.

A única que não se apaga.

Que não se profana.

Que se propaga.

 

De ti o amor que emana.

Que se completa ao encontro com o meu...

E como eu te amo...

 

Um amor de fogo.

Que arde em brasa.

Que queima.

Um amor que eu busco...

 

O beijo que eu quero.

O toque que me atiça.

Que me liberta.

E me faz buscar teu corpo.

 

Que me faz buscar você...

Você que eu tanto amo.

Sempre.

 

(Autor: Fernando José da Silva)



- Postado por: Delírios de Poeta às 21h29
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________